Ontem, dia 15 de Outubro, fomos expressamente a Lisboa...

"Ontem, dia 15 de Outubro, fomos expressamente a Lisboa para participar na campanha dos 40 dias pela vida. Nós vivemos no Porto, onde o meu marido é médico de Família, e, aproveitando uma folga do seu serviço, quisemos associar-nos à oração que se faz à porta da Clínica dos Arcos. Claro que na nossa cidade também se fazem muitos abortos, mas não existe uma clínica assim “especializada” em abater bebés como a dita clínica de Lisboa…

 

Levámos connosco uma afilhada que é aluna do último ano do curso de enfermagem e saímos do Porto no comboio das 7h45. À chegada, dirigimo-nos à Igreja de santo António, onde participámos na Missa das 11 horas, pedindo a intercessão desse grande Santo de Portugal para que o nosso País se livre do flagelo do aborto e as mães tentadas a acabar com uma gravidez não desejada desistam desse mau intento e acolham com amor a vida dos seus filhos.

Dirigimo-nos para a casa de Nazaré e, frente à Clínica dos Arcos, um grupo de seis pessoas rezava o Rosário, algumas aproveitando o intervalo do almoço.

Juntámo-nos à oração , permanecendo até às 18 horas. Durante esse tempo presenciámos cenas muito tristes como o caso de uma adolescente muito novinha que saiu da Clínica com uma senhora (que provavelmente seria a sua mãe !) e um também muito jovem namorado, agarrando-se demoradamente ao pescoço deste, enquanto a senhora permanecia com ar hirto e convencido… Outra situação envolvia uma jovem visivelmente arrastada pelo “companheiro” que a puxava e que , passado algum tempo, saiu a chorar…

Entretanto, a voluntária da Missão Mãos unidas abordava, decidida, os que se preparavam para entrar naquela porta e propunha a alternativa da vida e os auxílios possíveis para cada situação.

Mas Deus é grande e não é surdo às orações que Lhe são dirigidas com Fé… assim , tomámos conhecimento de dois casos que nesse dia tinham desistido da intenção abortiva e conhecemos em carne e osso uma bebé de 4 meses , de nome Leonor, e que os pais, orgulhosos vinham mostrar às responsáveis da Missão: nas palavras da Mãe, aquela bebé foi salva “por um triz” pela intervenção das voluntárias e , claro, pela graça de Deus! Como a D. Leonor Castro não estava presente, ligámos-lhe por telemóvel e esta mamã pode contar-lhe notícia da sua filhinha…

Tanto quanto nos foi possível aperceber, não estavam a rezar outras pessoas por marcação de turno; algumas apareciam por ter ouvido dizer, ou para aproveitar algum tempo disponível e várias desconheciam a existência dum mapa de compromisso para os turnos. Algumas pessoas que passavam aproximaram-se para saber do que se tratava e até uma senhora brasileira , já de idade, ficou muito sensibilizada porque tinha conhecido pessoalmente a Madre Teresa de Calcutá e trabalhado em voluntariado com as Irmãs da Caridade…

De salientar ainda que também demos conta do auxílio prestado a famílias carenciadas com bebés que se dirigiram à casa de Nazaré e lá receberam fraldas e outros artigos de puericultura.

A oração do Terço a Nossa Senhora contou com a participação de gente de várias idades em número que não excedeu a dezena. Também se rezou a Coroa da Divina Misericórdia , estando presente uma senhora das Missionárias do Amor Misericordioso do Coração de Jesus.

Voltámos à nossa cidade , mas continuaremos unidos em oração nestes 40 dias pela vida!"

Testemunho enviado pelo casal Cardoso a 16 de Outubro 2012

no mundo: eua  espanha  inglaterra 

Plataforma 40 dias pela Vida Portugal. Joomla 3 Templates