22 e 23 de Fevereiro de 2018

"Dia 22 de Fevereiro, turno das 15h.
Cheguei por volta das 15h à Missão das Mãos Erguidas, entrei no Oratório que estava cheio, sobrava apenas um lugar. A média de idades (sem contar com a Eternidade de Nosso Senhor) rondava certamente os 50 ou 60 anos, só os meus 22 contribuíam para diminuí-la! No entanto, no fim daquela primeira oração, após duas senhoras terem saído, percebi que era o mais velho de todos! Fiquei só com Lúcia, Jacinta e Francisco_ou, pelo menos, com três Santos devotos do Sagrado Coração de Jesus e do Imaculado Coração de Maria que, à semelhança dos videntes de Fátima, reparavam todos os pecados cometidos que "tanto entristecem Nosso Senhor!" Os _três pastorinhos que ali enriqueceram a minha vontade de rezar e reparar dos crimes cometidos no outro lado da rua, ensinaram-me o poder da oração de tantos Santos e Religiosos por todo o mundo. Na sociedade actual, a urgência de agir e fazer coisas (ainda que boas!) revelam por vezes a nossa fraca Fé no poder infinito de Deus,por intercessão de Maria, que tudo concede aos que se humilham, aos que se fazem como crianças pois "delas é o reino dos Céus". Lúcia, Jacinta e Francisco, como lhes chamo por não saber os seus verdadeiros nomes, sofrem como verdadeiros meninos os horrores do nosso mundo! Mas quando se aproxima a hora de ir embora, não lhes faltam os cânticos a Nossa Senhora e de louvor a Deus! Lúcia, no entanto, relembra: "Não podemos cantar muito porque estamos na Quaresma!" E assim terminamos as últimas orações pedindo pelo Santo Padre, o Papa Francisco!"
Henrique Laurentino


"Que belo dia o de ontem! Não estava contente com o ter de ‘faltar’ ao meu turno mas pensei que iria depois no final da tarde… e afinal era mesmo preciso que fosse a essa hora para poder abrir a porta a 2 novos missionários! Que alegria as desordens dos nossos dias terem uma nova ordem vinda do Alto e tão mais certinha. Que alegria termos novos missionários em resposta às nossas orações. QUE MARAVILHA AS NOSSAS ORAÇÕES SEREM OUVIDAS TÃO PRONTAMENTE! Ontem uma rapariga desistiu de fazer um aborto. Graças a Deus!

Rezaremos agora ainda com mais esperança de salvar bebés, mães e famílias inteiras!

A oração foi um tempo de graça especial, agradecendo a vida poupada, a companhia na oração (com o mimo especial de me ‘calhar’ a leitura da Transfiguração de Jesus no Monte Tabor que tanto gosto) e esperando também o nascimento do meu sobrinho que acabou por nascer perto das 22h.

Que dia bom!!

Obrigada Querido Jesus por tanto Amor que nos dás quando paramos para o receber!

Obrigada pelo dom da Vida!"

Teresa Pinto Coelho

 

"O dia de hoje foi verdadeiramente especial. Fez-me pensar como melhor o descrever de modo a captar aquela alegria que vivi e cheguei a conclusão que a verdadeira felicidade é aquela que é simples e chega a nós humilde e inesperada. Hoje cheguei às Mãos Erguidas as 09:30, estava tudo fechado e comecei a rezar o terço. Procurava estar sempre ao sol devido ao frio e até ia trocando de mão o terço de modo a não congelar uma das mãos. Estava frio e desagradável, mas eu estava contente porque estava ali a fazer algo bem maior do que eu, nada me podia perturbar fora o desgosto de ver tanta gente a entrar na ‘clínica’. O sol fez com que começasse a porta da mesma a minha oração, o que me fez estar em maior proximidade com todas aquelas mães, acompanhadas pelas mais diversas companhias, muitas vezes indiferentes que vinham cá para fora fumar e falar ao telemóvel. “Perdoai-lhes Senhor porque não sabem o que fazem” era a frase que me vinha à cabeça, tanto para as mães como quem supostamente lhes vinha dar apoio. Tudo aquilo me partia o coração e com o movimento do sol também me movimentava eu e acabei à porta da Missão. Rezei todos os mistérios, pedindo sempre pelo mesmo: primeiro pelas crianças, depois pelas mães, pais, famílias, profissionais de saúde e todos aqueles que directa ou indirectamente estavam relacionados com o aborto. Como não tinha o terço de Raquel que gosto de rezar porque a porta ainda estava fechada dizia simplesmente antes de cada Ave Maria: “Senhor, salvai estas crianças, estas mães e estas famílias”. Entretanto veio o Paulo Freire Moreira abrir-me a porta e rezou uma dezena comigo. Disse-lhe que esta manhã já tinha visto perto de 20 senhoras a entrar ou a sair dali, dado que algumas delas entraram antes de eu chegar, um desastre e uma realidade que me partia o coração. Estava praticamente a ir-me embora, vinham-me substituir perto do meio dia e meio quando uma senhora saiu da clínica e veio ter comigo à porta da Missão. Olhou para os cartazes e para Nossa Senhora e perguntou-me o que fazíamos, contei-lhe, e se podia entrar. Mostrei-lhe a capela e o espaço e falámos. Tem 23 anos, a mesma idade do que eu, está grávida do primeiro filho, tem o aborto marcado para quinta-feira, mas não quer abortar. Abriu-me o seu coração e disse que sim, não seria fácil e que o próprio namorado quer o aborto, mas que tem uma vida dentro de si e que não acha correcto, que o filho não tem culpa nenhuma. Tudo aquilo me toca e tudo o que ela diz é aquilo que está certo. Na humildade desta filha de Deus estão todas as palavras que querem ser escondidas de quem vai abortar, ela precisa de apoio e eu falo sobre tudo o que consigo, concordo incessantemente com ela em tudo e sorrio quando ela me pergunta várias vezes, quase retoricamente: “Entende?”. Sim meu Deus, entendo o que queres de mim, porque “sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo os mais pequeninos, a mim o fizeste.”. A criança está de 6 semanas, pergunto-lhe: “Tem ginecologista?”, responde que não, “E quer um agora?”, pergunto de volta. Liguei logo para o meu pai, levei-a ao consultório e teve consulta hoje. O bebé vai nascer!! Zachary King, um convertido, diz que não se iludam se pensam que o rezar do terço à porta destas ‘clínicas’ não funciona! Ele experienciou-o do outro lado. Basta uma criança salva para tudo valer a pena! Já são duas esta semana, precisarão de toda a ajuda que conseguirem mas nós estaremos cá para as ajudar! Tal como o papa emeritus Bento XVI diz “Sou um simples trabalhador na vinha do Senhor.”. Somos todos e neste caso até é na vinha de Raquel, nome daquela organização que tantas crianças e mães salva. Espero estar com a minha amiga mais vezes, espero que todos estejamos porque é uma mãe que escolheu a Vida e toda a indecisão que podia ter culminou na vinda às Mãos Erguidas onde foi acolhida, sorriu e escolheu. Stat Crux dum volvitur orais."


Álvaro Malta, 23/02/2018

no mundo: eua  espanha  inglaterra 

Plataforma 40 dias pela Vida Portugal. Joomla 3 Templates