DIA 15 - 4 de Março de 2015

Deixo-vos um testemunho (com o consentimento das mesmas) de duas voluntárias que foram ontem pela primeira vez aos 40 dias.
 
"Ontem fui com uma amiga rezar à frente da clínica. Foi uma primeira vez para as duas. Fomos lindamente acolhidas, tivemos a possibilidade de rezar em frente ao Sacrário antes de nos instalarmos quietinhas no passeio com os nossos terços na mão. Agradecemos muito o facto de termos passados aqueles poucos minutos com Jesus, porque nos deu força e alento para rezarmos. Rapidamente percebemos que a quantidade de mães que entram e saem da clínica também nos dá alento para rezar. 
Mal nos sentámos apareceu uma rapariga a pedir onde era a clínica, encaminhámos para dentro da casa, saiu de lá mais sorridente, não sabemos como correu nem como será a sua vida. Mas já ficámos felizes por ver um sorriso. 
A hora passou a correr, as contas do rosário também. No fim falámos rapidamente com um Missionário das Mãos Erguidas porque ficámos com vontade de fazer mais por essas vidas e essas mães. Voltaremos de certeza. 
Hoje agradecemos a Deus a graça de termos estado presentes ontem durante uma hora.
A partir de hoje, os meus mistérios do terço acabarão sempre com a jaculatória: “Jesus protegei e salvai os bebés não-nascidos”.

Um grande obrigada! (Carolina e Maria)
 
Hoje foram abordadas muitas grávidas e houve finais felizes, mas pedimos a vossa oração para um caso que mais tocou quem com eles falou " um jovem casal passou de dizer "tem que ser, tem que ser não podemos ter este bebé" a dizerem "vamos pensar, prometemos que iremos pensar com o coração..." Este casal teve consciência no momento da conversa que também já eram Pais. Agora têm os 3 dias de reflexão e o aborto marcado para terça feira, mas se Deus quiser não irão!

DIAS 13 e 14 - 2 e 3 de Março de 2015

Hoje houve muito movimento na clínica de manhã e à tarde.

Como sucede por vezes, as grávidas estavam especialmente ariscas dizendo em tom agressivo a quem as abordava frases do gênero: " vá trabalhar" "desampare-me a loja"" eu é que sei da minha vida "etc

Duas jovens voluntárias dos 40 dias chegaram e quiseram ficar a rezar cá fora nas escadas. Nisto chegou uma mulher que perguntou onde era a clínica dos arcos e as voluntárias indicaram a porta das Mãos Erguidas. A mulher tocou, pensando que era a clínica e depois acabou por falar com uma pessoa das Mãos Erguidas, e saiu dali convencida a animar a amiga (que era quem estava a pensar abortar já dentro da clínica) a ter o bebé.

O pequeno e astuto gesto destas duas voluntárias, fez toda a diferença.

Hoje houve turnos com muitas pessoas. Mas ontem nalguns turnos não houve ninguém...

DIAS 10,11 e 12 - 27 e 28 de Fevereiro e 1 de Março de 2015

Na sexta feira tivemos a sorte de ter 4 irmãs da Arca de Maria a rezar de manhã, e hoje ao fim do dia contámos com duas horas de oração de um Sacerdote.
 
Ontem estiveram 9 adultos das Equipas de casais de Nossa Senhora a rezar nos 40 dias, de manhã com 18 crianças.
 
Durante o fim de semana apareceram vários casais com os seus filhos.
 
Algumas histórias, das muitas que houve  sexta feira:
 
Um caso desconcertante: uma grávida disse a quem a abordou que tinha outro filho com 4 anos e que o filho já tinha dito que não quer ter um irmão, que não quer dividir o quarto com mais ninguém. E disse serenamente isso mesmo, que não iria ter outro filho porque não tinha outro quarto para o colocar e o outro filho não queria um irmão pelo que "tinha mesmo que ser" e entrou para abortar...
 
Duas mulheres de etnia cigana entraram para uma delas abortar  "ó amiga tem mesmo de ser" disse uma delas. Na comunidade cigana o aborto está proibido mas  parece que até estas já mulheres já vêm abortar, que pena!
 
Uma rapariga depois de ter abortado, saiu triste, e quando o namorado veio para a abraçar repeliu-o violentamente, o que aliás é frequente suceder.
 
Na sexta feira de manhã entraram vários casais que vinham em BMW, Audi,Mercedes e Mini, com pelo menos aparência de grande desafogo económico, no entanto não só não falavam a quem os abordava como nem sequer respondiam com " não obrigada", simplesmente olhavam para a frente como se ninguém tivesse falado com eles.
 
Mas uma mãe que já tinha um filho de 8 anos decidiu ter o bebé!!

Dias 8 e 9 - 25 e 26 de Fevereiro de 2015

Algumas histórias de ontem e hoje:

Apareceu um casal de adolescentes ela com 16 anos, ele com 19. Ele só olhava para baixo e dizia que não tinham dinheiro e não podiam ter um filho. A rapariga dizia que tinha muito medo de contar aos pais. Alguém das mãos Erguidas sugeriu-lhe que pedisse desculpa aos pais pela desilusão que lhes tinha causado e que lhes desse tempo para digerir a noticia, sabendo que provavelmente ao principio se zangariam, mas que depois passava...Ela ficou a refletir nestas palavras que parece que lhe deram alguma luz e ficou de pensar...

Depois apareceu uma mãe com 2 filhas jovens de cerca de 20 anos, e um carrinho com um bebé de 3 meses , filho de uma delas. a outra está grávida. Moram todas juntas em casa da mãe e disseram que esta grávida não podia ter o bebé porque já havia um bebé de 3 meses lá em casa. A filha grávida era a que estava mais calada e pensativa, mas tanto a mãe como a irmã diziam que não se podiam dar a esse luxo porque já havia um bebé em casa... enfim.

Outra grávida, mãe de dois filhos, e que já tinha feito um aborto que lhe tinha pesado muito, está com dificuldades financeiras muito graves (e diz que tem muita vergonha de pedir ajuda) que a levaram a tomar esta decisão. depois de ser abordada ficou de pensar.

Outra grávida com um filho de 9 anos deficiente, vive com esse filho em casa de uma amiga. Ao ser abordada, deu-se conta da barbaridade que ia fazer, e disse " deixei tudo para tomar conta do meu filho deficiente e agora vou matar este? sou mãe e não mato" E foi-se embora preocupada mas aliviada, e agradecida.

Outra mulher saiu decidida a não abortar, mesmo antes de ser abordada. Já tinha feito um aborto pelo qual tinha muita vergonha e sofrimento e disse que não voltaria a fazer o mesmo. Pediu à missionária das mãos erguidas que a pusesse em contacto com um Sacerdote para se confessar daquele aborto pois tinha vergonha de se confessar ao padre da paróquia, que conhecia muito bem.

Depois foi abordado um rapaz, que chamava a atenção pelo bonito que era. estava à espera da sua namorada que estava naquele momento a abortar. Estava triste e ao mesmo tempo indignado e dizia da namorada" Ela que não pense que esta relação é para continuar. Já a avisei, mata-me o filho e depois quer que lhe faça festinhas..." " Já lhe disse que não me importava de trabalhar mais , mas que o filho era para se ter. Ela disse-me que ainda este ano havíamos de ter um mas que agora não. Já outra namorada me fez o mesmo e deixei-a, e esta também vai de carrinho..."

E agora uma história engraçada:

Uma mulher saiu a rir ás gargalhadas da clínica, a falar ao telemóvel com o marido. Quando desligou foi abordada e contou que estava feliz, tinha ido fazer a ecografia e está grávida de gémeos. Nunca quis abortar, mas foi ao centro de saúde e lá disseram-lhe que a maneira mais rápida de conseguir marcar ecografia era dizendo que queria abortar, pelo que ela assim fez e imediatamente lhe marcaram ecografia na Clínica dos arcos:-) Ao menos que os nossos impostos sirvam para pagar estas boas ecografias...

DIA 7 - 24 de Fevereiro de 2015

Hoje terça feira dia com muito movimento, muitas grávidas a entrar para ecografias e à tarde para abortar.
 
Ainda não tenho noticias das abordagens de hoje, mas sim tenho uma boa noticia.
 
Tivemos hoje a visita de um bebé, salvo há quase três anos na porta da clínica, que tem agora dois anos, cujo pai, apesar de não ter dinheiro para legalizar os filhos, fez questão de vir agradecer todo o carinho e apoio que teve por parte da Missão Mãos Erguidas, quando a sua mulher, que já tinha então dois filhos ponderava o aborto deste filho. Veio também contar que o iriam baptizar no próximo sábado. Este pai está desempregado, e esta mãe agradece trabalho pois apenas faz 3 horas de limpezas. Estão todos muito contentes e felizes com este bebé, que, verdade seja dita é um encanto.
 
Foi com muita alegria que recebemos inscrições de duas pessoas que irão assegurar dois dias inteiros destes 40, recorrendo aos seus familiares, amigos, colégios, e grupos de jovens. 

DIA 6 - 23 de Fevereiro de 2015

Hoje não vou contar historias:-)

Tenho de partilhar um pouco de desânimo convosco, desculpem.

Não sei o que se passa este ano, tem havido muito poucas inscrições , muito poucos voluntários.

Os turnos têm sido assegurados quase na totalidade por missionários das Mãos Erguidas, que já o fariam independentemente destes 40 dias...

E no entanto entre 3ª a tarde e 6ª de manhã todas as semanas são mortos cerca de uma centena de bebés.

Haverá mais sítios em Lisboa onde haja oportunidade de tentar salvar tantas vidas inocentes assim?

Não tenham medo de se comprometerem com um horário, se por algum motivo não puderem de certeza que algum familiar ou amigo vos poderá substituir.

É só entrar em www.40diaspelavida.org e escolherem a hora que vos der jeito dentro dos 40 dias que faltam

Se fizerem questão de saber se a Casa de Nazaré está ou não aberta no vosso turno liguem sff 934040409

Prometo amanhã contar histórias, e com a Oração de todos espero que sejam bonitas:-)

Com amizade

Dias 4 e 5 - 21 e 22 de Fevereiro de 2015

Este fim de semana não conseguimos ter todos os turnos preenchidos.

Esperamos esta semana poder contar com muitos de vós.

Ontem de manhã alem dos Missionários das Mãos Erguidas estiveram 20 jovens da vigararia de Mafra a rezar,e pontualmente foram aparecendo ontem e hoje famílias para rezar o terço.

Lembro que esta campanha dos 40 dias é em todo o mundo uma ação de rua, embora nós cá tenhamos a sorte de ter a casa das Mãos Erguidas mesmo em frente à clínica dos arcos como apoio, o que permite a quem o desejar rezar lá dentro, na capela, este ano, à frente do Santíssimo Sacramento.

Mas precisamente por isto a casa este ano só pode estar aberta quando lá estiverem Missionários das Mãos Erguidas, o que não acontece em todas as horas pelo que é bom estarmos preparados para eventualmente termos de estar um bocado à porta, sentados ou de pé a rezar por estas pobres mães e seus bebés.

Relembro que entre terça e sexta feira são realizados como media 20 abortos cada dia, é precisa muita ajuda!!!

Dia 3 - 20 de Fevereiro de 2015

Lembram-se dos 3 bebés salvos ontem?
 
Não consegui saber ainda muitos pormenores, mas sei que duas das mães já foram ontem ao nosso médico viram os seus bebés na ecografia, e estão felizes, uma delas a procurar emprego.
 
Quanto ao terceiro bebé a sua mãe tem consulta marcada para o nosso médico para a semana.
 
Quanto a hoje uma história bonita:
 
Uma rapariga evangélica, com um filho de dois anos, está agora grávida do segundo, de um companheiro novo e está numa situação complicada. Disse a quem a abordou que estava a pedir a Deus uma luz, e quando a pessoa das Mãos erguidas lhe falou percebeu que ela era a Luz que Deus lhe tinha enviado. "Só precisava desta força" disse ," para salvar o meu outro filho deixei os meus estudos, mas nunca nos faltou nada. Deus nunca me falhou" E foi-se embora satisfeita, agradecida e aliviada com a sua decisão.

Dia 2 - 19 de Fevereiro de 2015

Hoje uma mãe grávida do quinto filho ficou de pensar, e com vontade de ter o bebé apesar de todas as dificuldades. O quarto quase que era também abortado mas por fim não teve coragem de o fazer. Já teve os filhos institucionalizados e tem medo de que esta nova gravidez leve a que" as assistentes sociais lhe tirem os filhos outra vez". Prometeu pensar e diz que acha que não vai ter coragem de abortar.
 
Um avô foi levar a neta adolescente à Clínica e enquanto esta abortava estava com a outra neta de 10 anos à espera dela, depois ao ser abordado deu-se conta que não tinha sido boa ideia levar a miúda pois provavelmente ao crescer esta acharia que ali estava a solução para algum "azar" que aconteça.
 
Uma mãe de 4 filhos foi levar a filha  a abortar, enquanto a filha estava lá dentro, disse a quem a abordou que já tinha feito 8 abortos e que sabia que algum dia teria que dar contas a Deus, mas que a filha era livre de abortar o seu bebé e que algum dia também ela daria contas... enfim
 
Uma grávida de 7 semanas, saiu de fazer a ecografia e tem os 3 dias para pensar, diz que o namorado não quer que ela aborte pelo que nem lhe disse que ia à Clinica dos Arcos. Ficou de pensar e diz que se calhar vai ter o bebé...
 
Acabei de saber que hoje, graças a Deus se salvaram 3 bebés!!! Mas não sei pormenores, amanhã conto.

Dia 1 - 18 de Fevereiro de 2015

Começaram hoje os 40 dias pela Vida, coincidindo com o início da Quaresma.

De manhã, muito movimento na "Clinica" dos Arcos. Foi dia de abortos pelo que entraram muitas grávidas para abortar e saíram várias que já tinham abortado.

Uma grávida de 18 anos ia sozinha e emocionou-se quando foi abordada. Disse que tinha emprego e que o namorado a iria apoiar, e já nem sequer vive com os pais, mas ainda se acha muito nova para isto... Mas prometeu pensar mesmo estes 3 dias de reflexão e foi embora de lágrimas nos olhos.

Uma mãe de 4 filhos veio de Beja com o seu marido e filha de 18 anos para que esta abortasse. Ela e o marido estão desempregados e diz que não pode sustentar o neto, pois a de 18 é a mais velha e tem ainda 3 filhos mais novos. Disse que é totalmente contra o aborto, embora já tenha feito um (do qual ficou muito arrependida), mas que a filha é que deve decidir se quer ou não fazer, e que ela não a pode animar a ter o bebé porque não quer ver o neto a passar fome.( ao mesmo tempo diz que está muito arrependida de ter feito laqueação de trompas e que gostaria ela própria de ter mais um filho)

Outro casal ela de 19 anos e ele de 25. Ela diz que está no 12º ano e que ainda é muito nova para ter um bebé em braços, ele queria ter o filho mas tinha sido despedido dia 11 de Fevereiro e não tinha coragem para a convencer a ficar com o bebé estando ele desempregado. Ela também diz ter dúvidas que a relação vá durar ainda que ele tivesse emprego e diz que está fora de questão ter o bebé para depois o entregar ao namorado para ele o cuidar.

Um casal jovem, com um filho de 6 meses, e ela grávida , disseram simplesmente que não podiam ter outro filho como é "lógico" tendo um de 6 meses. A rapariga ainda titubeava mas o pobre do rapaz parecia (com certeza não o é) empedernidamente má pessoa. Tanto dizia que era muito católico como dizia que não lhe ia pesar nada matar este filho, que já o tinha feito mais vezes com filhos de outras namoradas anteriores a esta...e que estava a proteger o bebé de 6 meses de ter de ir partilhar recursos...

Outra mulher já de alguma idade entrou irritada na clínica depois de a abordarmos fugazmente e disse "querem que tenha um filho para que vá morrer á fome?"

Enfim, muitos motivos para rezar....

no mundo: eua  espanha  inglaterra 

Plataforma 40 dias pela Vida Portugal. Joomla 3 Templates