DIA 22 - 11 de Março de 2015

Hoje foi um dia bom, todos os turnos estiveram preenchidos com várias pessoas. Estiveram várias dezenas ao longo de todo o dia. Foi uma alegria ver tanta gente a rezar, dentro e fora da casa, e nenhum turno vazio nem sequer uns minutos...

Tivemos a Graça de ter mais um Sacerdote a rezar conosco

Muita gente Jovem, porque o dia foi assegurado como disse ontem por uma EJNS, e foi uma iniciativa de jovens de 17/18 anos

No entanto foi uma vez mais um dia de várias dezenas de abortos.

Dois homens um de manhã e outro à tarde, estiveram bastante violentos com quem os abordou, dizendo quer um quer outro que não tínhamos o direito de ali estar a "chatear" as pessoas.

Muitas mulheres (mais de uma dúzia) foram abordadas depois de já terem abortado. Por incrível que pareça todas pareciam agradecidas de estarmos a falar com elas. Agradeceram as nossas palavras e gestos de carinho. Todas disseram acreditar em Deus, e várias ser católicas, e todas elas (ao abordarmos cada uma) disseram que iriam procurar um padre para se confessarem.

Recordo especialmente o olhar de duas delas, uma ia acompanhada com uma filha de 7 anos, assim que me dirigi a ela os olhos marejaram-se-lhe de lágrimas e disse que estava a sentir-se muito arrependida.

Outra quando lhe perguntámos se podíamos ajudar disse com um olhar muito triste, "já não há nada a fazer, já está tudo feito". Levou o folheto das Vinhas de Raquel que lhe demos e foi-se embora de cabeça baixa.

Também abordámos um homem, que ficou depois a falar muito tempo com um Jovem voluntário dos 40 dias. Era amável e deixou-se abordar com facilidade.

A rapariga que estava a abortar tinha sido uma história "duma noite e deu nisto". Ele já tinha 3 filhos de 3 outras mulheres diferentes e já pagava muitas pensões de alimentos, este não "dava mesmo". Já tinha tido muitas outras namoradas que tinham abortado filhos dele. Ainda por cima ainda era muito novo (não devia passar dos 30- 35 anos). Que pena, dele, delas e dos pobres filhos!

Os voluntários que lá estiveram hoje prometeram voltar mesmo depois dos 40 dias acabarem e divulgar esta necessidade de Oração constante e se possível lá perto.

no mundo: eua  espanha  inglaterra 

Plataforma 40 dias pela Vida Portugal. Joomla 3 Templates