DIA 17 - 6 de Março de 2015

Hoje de manhã, estiveram várias pessoas a rezar cá fora, ao mesmo tempo que outras iam abordando as grávidas.
 
Um casal  de 26 anos ela e 29 ele, pais de um menino de 18 meses, deixaram-se abordar com muita docilidade. Foi fácil falar com eles e nenhum dos dois estava realmente convencido em abortar, estavam porque "tinha de ser" porque ele não tinha emprego.No entanto ao falar-lhes do novo bebé, dum irmão para o que já tinham, sorriam e os olhos brilhavam-lhes. Entraram para fazer ecografia e quando saíram vinham muito contentes com uma foto do bebé (algo completamente inusual) que já tem 11 semanas pelo que, já passado o prazo legal não podem abortar.
 
Mas depois vieram outros casais, todos em bons carros,que não quiseram falar, uns respondiam "não estamos interessados obrigada" e outros responderam muito agressivamente
 
Uma rapariga africana chamativamente bonita,veio num  carro com um homem branco que entretanto foi estacionar o carro.Pudemos falar com ela que parecia nem sequer ter posto alguma vez a hipótese de ficar com o bebé, e que disse que por ela nem se importava de pensar nisso mas que " a pessoa não quer mesmo pelo que não dá". a pessoa era o pai do bebé. Entrou para fazer a ecografia e tem 3 dias para pensar.
 
De há uns tempos para cá os abortos são às terças, quartas e quintas, o dia inteiro, assim o médico espanhol que os faz, apenas tem de dormir em Lisboa 2 noites...às segundas e sextas fazem-se ecografias e revisões.
 
Deixo-vos mais um testemunho de outra voluntária que foi hoje de manhã, pela primeira vez
 
"Estive lá com mais duas pessoas
Vim impressionada com a realidade que vi de perto. Que horror! Não se consegue perceber, a imaginação não chega, é preciso mesmo ver."(Rita)

no mundo: eua  espanha  inglaterra 

Plataforma 40 dias pela Vida Portugal. Joomla 3 Templates