DIA 28 - 22 de outubro de 2013

Dia 28 de 40
 
Hoje estiveram todos os turnos cobertos mas apenas 12 pessoas a rezar, e 3 pessoas lá fora a falar com as grávidas.
 
Uma mulher já mãe de 3 filhos, que ontem mesmo o Tribunal sentenciou terem de ser entregues ao pai por a mãe estar desempregada e neste momento até ter sido despejada, foi fazer a ecografia prévia ao aborto. Vinha do interior do País, o bebé é do mesmo pai que os outros 3, mas sofre muito com esse homem, que embora tenha ficado com as crianças é violento e desequilibrado. A amiga que a acompanhava contou-nos que estava revoltada pois as assistentes sociais de lá nunca a ajudaram e ainda lhe disseram que se tivesse este bebé , o mesmo lhe seria também tirado. Dava muita pena pois via-se que ainda estava em choque com a reviravolta que a sua vida de repente deu.
 
Outra mulher, que tinha sido mãe aos 19 anos, e que tem por tanto uma filha de 9 anos e outra de 18 meses, está grávida de 6 semanas, tem o aborto marcado para a semana. Falámos muito com ela, dava-nos razão em tudo, mas dizia que não podia de maneira nenhuma manter mais uma criança neste momento. Que talvez para o ano tentasse nova gravidez...Ainda assim ficou tocada com a nossa conversa, e ainda há tempo para rezar..
 
Um casal muito novinho, ao dizermos-lhes que "sabemos que hoje é um dia difícil para vocês",ela ficou com os olhos presos em nós, deteve o passo (já estava nas escadas da clínica), os olhos encheram-se-lhe de lágrimas e parecia querer falar, mas o namorado pegou nela pelo braço e disse "isto ainda não é nada , não é nenhum bebé" e levou-a lá para dentro quase à força.
 
Ainda mais um casal aceitou muito bem a abordagem, foram muito educados embora parecessem irredutíveis. chamou-nos a atenção virem num carro muito caro e com roupas caras. Contaram-nos que já tinham 2 filhos e que agora não podiam ter este. Pelo menos não disseram que era pela crise...
 
plataforma 40 dias pela vida

Dias 25, 26 e 27 - 19, 20 e 21 de outubro de 2013

Estiveram 41 pessoas a rezar no fim de semana.

No Domingo esteve lá uma senhora a rezar, que apareceu um pouco "por acaso", porque passava por perto, mas tem ido lá rezar porque está a viver momentos duros e diz que ali se sente "abraçada por Deus"
 
Hoje, segunda feira esteve sempre a casa cheia de gente a rezar, embora apenas 19 pessoas tenham apontado o nome, e tenha havido 45 minutos em que a casa esteve fechada, por um desencontro entre 2 turnos.
 
Uma mãe, grávida do 3º filho, ao ser abordada por uma pessoa das Mãos Erguidas,contou-lhe o seu desespero, pensa que ninguém gosta dela pois os pais dos seus outros filhos a deixaram e o pai deste que está na barriga também já a deixou. Sentiu no consolo que lhe veio de quem a abordou a força que precisava para levar a gravidez adiante, desistiu de abortar, tem consulta marcada no nosso médico e também já combinou falar com um Sacerdote.
 
Outra história muito bonita, é a de uma mãe, que por circunstâncias da vida não pode vir rezar perto da clínica, mas tem acompanhado sempre com a sua Oração este trabalho. Hoje recebeu a chamada de uma sua filha, que já tem 4 filhos e está grávida do 5º. A rapariga estava num desespero e dirigiu-se á Clínica dos arcos para a consulta de ecografia prévia ao aborto. Ao subir a rua viu o cartaz das Mãos Erguidas que diz "Mulher estás Grávida? Deus e o teu filho amam-te muito" Ao ler a frase Deus ama-te muito deu meia volta e correu rua abaixo a chorar e entrou na primeira igreja que encontrou para se confessar. Depois ligou à mãe a contar tudo, e a mãe disse-lhe que rezava sempre todos os dias pelo trabalho das Mãos Erguidas.
 
Amanhã 3a Feira, às 13 h começam os abortos como todas as semanas.
 
Até amanhã

DIA 24 - 18 de outubro de 2013

Dia 24 de 40

Estiveram 24 pessoas a rezar nos diversos turnos.
 
Uma mulher acabada de sair de abortar, sentou-se muito perturbada. Foi abordada por uma voluntária e agradeceu-lhe muitas vezes o consolo que esta tentou proporcionar-lhe, na medida do possível.
 
Outra , também depois de ter abortado, sentou-se nas escadas da clínica, e agradeceu as palavras da voluntária, disse que não voltaria mais ali, mas que aquele" teve mesmo que ser". . O curioso é que, minutos depois, estando ela em óptimo estado físico,pelo menos aparentemente, e a falar ao telemóvel descontraidamente a tenha vindo buscar uma Ambulância das que dizem "transporte de doentes". (isto só tinha acontecido quando vêm as presas dos estabelecimentos prisionais abortar, o que não era o caso desta)
 
Um casal sul americano apareceu para fazer ecografia, com um bebé de 18 meses ao colo. A mulher estava muito determinada a dizer que a decisão está tomada, mas o marido estava triste e não queria que ela abortasse, mas ela parecia inabalável.
 
Também havia um casal ribatejano,têm dois filhos adolescentes, a quem contaram que a mãe está grávida e que iam fazer um aborto. Os filhos tentaram dissuadir os pais de abortar, dizendo que eles ajudariam a cuidar e a sustentar o irmão. . A mulher estava lá dentro, supostamente a fazer ecografia, pelo que foi o marido quem foi abordado.estava muito abalado, disse que não queria nada recorrer a isto mas que com 600 euros que ganha por mês não consegue sustentar mais um...
 
Outra rapariga veio do interior do País, já tem 2 filhos de outro homem que a deixou e que estão institucionalizados. Vinha com ela um familiar e uma amiga. Nenhum dos dois quer que a rapariga aborte mas o pai deste bebé, e namorado actual da rapariga, que nem sequer lá foi com ela diz que se não abortar a deixa imediatamente.
 
Enfim muitas situações que precisam da Oração de todos nós, pois são pessoas que irão pensar durante este fim de semana para abortar para a semana.
 
Até amanhã.

DIA 23 - 17 de outubro de 2013

Dia 23 de 40

Hoje, embora todos os turnos tenham estado cobertos, houve apenas 11 pessoas a rezar (também pode ser que não tenham apontado o nome no caderno que lá está para esse fim, o que acontece amiúde).
 
Como as noticias de hoje ainda não estão devidamente compiladas apesar do adiantado da hora, vou contar-vos um invulgar episódio sucedido ontem.
 
Parou à porta da clínica um Taxi, do qual saíram dois homens de fato e gravata e além das suas malas de executivos seguravam na mão umas pastas de cartão com o logotipo do Banco que seguramente representavam.
 
Como nessa altura não havia grávidas a passar, e ao ver que entravam para a Clínica, decidimos abordá-los.
Primeiro" gracejaram" a dizer que estavam ali porque as suas mulheres estavam dentro da clínica a abortar. Explicamos-lhes que estávamos ali para tentar que fossem poupadas as vidas dos bebés que se matavam alí dentro do sitio onde se dirigiam, e também para evitar esse massacre às suas mães.
 
Entregamos-lhes um folheto alusivo ao trauma pós aborto, e uma voluntária dos 40 dias, que era a primeira vez que lá ia, perguntou-lhes descarada e jovialmente o que iam lá fazer dentro. Responderam que iam por motivos profissionais, em negócios, que tinham de negociar com todo o tipo de gente. Ela respondeu-lhes que o negocio mais importante era a consciência deles e que se calhar mais valia não negociarem com esse local.
 
Também nós temos de abordar todo o tipo de gente...
 
Enfim, dá para lembrarmos o grande negócio que ali vai por trás  e à custa do sofrimento de tanta gente e da morte de tantos bebés.
 
Hoje de certeza que houve muitas histórias, mas só amanhã poderei contar
 
Até amanhã
Plataforma 40 diaspela vida

DIA 22 - 16 de outubro de 2013

Dia 22 de 40.

Hoje estiveram  19 pessoas  a rezar nos vários turnos.
 
Soube agora que ontem ao fim do dia estiveram seminaristas a rezar duas horas, com viola e tudo, foi uma oração muito bonita e intensa, conta quem lá esteve.
 
Quarta feira é sempre dia de grande violência. As pessoas entram e saem agressivas da clínica.
 
Os voluntários que estavam na rua foram insultados aos berros por duas mulheres que passaram depois de sair da clínica. Uma rapariga antes de entrar para fazer um aborto disse a uma voluntária que se lhe dirigia a palavra lhe "ia à cara". (enfim não fosse isto tão triste e dramático e até teria tido a sua graça, mas não dá mesmo para rir).
 
Com o namorado dessa rapariga, enquanto ela estava a abortar, conseguimos falar muito bem bastante tempo. Contou-nos que ela já tinha outros filhos e que só namoravam há 45 dias pelo que não podiam ter este filho. Basicamente o discurso era " como vou ter um filho de alguém que conheço há 45 dias?" além do discurso da crise e que não havia condições neste pais para ter filhos agora...
 
Quem esteve connosco a rezar o terço foi uma mulher muito valente, de 32 anos, mãe de 4 filhos.  O último agora com 15 meses, foi, nas suas próprias palavras ,"salvo na porta da clínica"pelas voluntárias das Mãos Erguidas.
 
Esta mulher teve os seus 4 filhos contra a vontade dos pais dos mesmos, quer os dois mais velhos de 13 e 10 anos, quer a de 3 anos, quer o último. No entanto tem o grande sofrimento de entre os dois últimos filhos ter feito um aborto. Apesar de já terem passado dois anos e de ter recebido perdão sacramental, não se consegue sentir perdoada, e chora convulsivamente ao recordar esta história.
 
Gosta de ir para a porta da clínica quando os voluntários abordam as grávidas para dar o seu testemunho e dizer às mães que não abortem, que não sabem o sofrimento que vão passar.
 
Enfim , foi um dia duro, dezenas de abortos, algumas grávidas que disseram, depois de ser abordadas que não iriam abortar, mas que nunca se sabe até chegar o dia do aborto mesmo...
 
Obrigada, até amanhã
Plataforma 40 dias pela Vida

DIA 21 - 15 de outubro de 2013

Dia 21 de 40
 
Estiveram 23 pessoas a rezar nos vários turnos.
 
Quase todos os dias vêm pessoas que prescindem da sua hora de trabalho para vir rezar. Uns porque já se inscreveram a essa hora outros porque decidem responder aos apelos desesperados da organização para cobrir turnos.
 
De manhã foi dia de ecografias e consultas e a partir das 13h chegou o médico espanhol e começaram os abortos...
 
Uma das pessoas com quem se falou foi uma mulher de etnia cigana e evangélica de religião.
 
Vinha com um bebé de 8 meses ao colo, e está grávida de 7 semanas do 3º filho.
 
Não contou ao marido nem aos sogros que está grávida e muito menos que vai fazer um aborto.
 
Diz que como está em condições economicamente miseráveis, se souberem que está grávida vão chamá-la "porca" e se souberem que vai abortar põem-na na rua e é se não lhe fizerem pior.
 
Por isso manteve tudo em segredo.
 
A voluntária que a abordou esteve a dar-lhe ideias de como afrontar o tema com os sogros e o marido.
 
Ao mesmo tempo chegou uma voluntária dos 40 dias que vinha com uma saquinho com uns babygrows e babetes novinhos, essas peças foram oferecidas à cigana que ficou encantada.
 
Combinou que os iria oferecer ao marido para dizer-lhe desta forma que estava grávida.E foi -se embora, agradecida e a dizer que não ia abortar. 
 
Outra rapariga, de 23 anos, grávida do 2º filho, já não está com o pai do primeiro, nem com o do 2º, sente-se muito sozinha e achou que vir abortar era a única saída. Mas depois de uma longa conversa com a voluntária que a abordou acabou por dizer que iria ter o seu bebe.

Várias ficaram de pensar.
 
Temos de continuar a rezar por todas, pois por exemplo um dos casais de que vos falei há uns dias, que tinham estado juntos 10 anos e quando se separaram descobriram que ela estava grávida, acabaram por abortar hoje o seu bebé, apesar de terem dito que iam pensar e que muito provavelmente não o fariam.
 
Se você é uma das pessoas que já teve o privilegio de participar nesta iniciativa, que tal desafiar um colega, vizinho, amigo ou familiar para vir consigo mais uma vez?
 
Até Amanhã
Plataforma 40 dias pela Vida

DIA 20 - 14 de outubro de 2013

Dia 20 de 40

Estiveram 17 pessoas a rezar nos vários turnos.
 
Hoje, segunda feira é dia de ecografías. 
 
Quase todas as grávidas se deixaram abordar e foram amáveis para os voluntários dos 40 dias e das Mãos Erguidas que a elas se dirigiram.
 
Uma grávida , ainda jovem, já com um filho de 11 anos entrou lá dentro para fazer a eco. Enquanto isso uma sua amiga esperava-a cá fora.
 
A voluntária das Mãos Erguidas, depois de desta rapariga lhe ter dito que era católica e contra o aborto, mas que a sua amiga estava metida numa situação complicada e tinha mesmo de o fazer, convidou-a a entrar dentro da casa das Mãos Erguidas e rezar uma Avé Maria pela amiga , o que ela fez.
 
Quando a amiga saiu da" clínica" acabou por ir também rezar uma Avé Maria á Casa das Mãos Erguidas, viu o placard com as fotos de alguns bebés salvos à porta da clínica e emocionou-se. Temos esperança que não aborte.
 
Outras dezenas de mulheres foram abordadas, levaram folhetos, conversaram com os voluntários... e agora foram pensar os 3 dias que a lei prevê, não sabemos se irão aparecer no dia que têm marcado para abortar ou não.
 
Desde amanhã terça feira às 13 h até as 15h de sexta feira, dezenas de bebés têm a sua morte marcada,e as suas mães estão em risco de ficar com uma grande ferida para toda a vida.
 
Até amanhã
Plataforma 40 dias pela Vida

DIA 19 - 13 de outubro de 2013

Dia 19 de 40
 
Estiveram 24 pessoas a rezar.
 
Houve um desencontro nos turnos e a casa acabou por ficar uns 20 minutos fechada.
 
Estiveram crianças de 6, 7, 8 e 11 anos a rezar, e outras mais novas a brincar enquanto os outros rezavam...
 
Estavam conscientes e compenetradas pois sabiam que estavam a rezar para que as mães que estão a sofrer muito tenham força para deixarem viver os seus bebés.
 
De vez em quando distraiam-se com a quantidade de turistas que ali passavam em direcção ao Principe Real, e que ficavam espantados ao olhar para a casa das Mãos Erguidas e faziam fotos à casa e a quem rezava.
 
Apareceu uma senhora cheia de sangue na mão a pedir que lhe fizéssemos um curativo, mas infelizmente não tínhamos nada para a curar. pelo que dissemos que fosse ao hotel em frente.
 
A verdade é que uma casa aberta com pessoas a rezar lá dentro todo o dia, atrai muita gente e as pessoas recorrem a quem lá está a pedir ajuda nas suas diferentes necessidades.Também saiu de lá uma com pão e um pacote de leite para ela e o seu filho de 10 anos, e foi pedir lençois também.
 
Amanhã ainda não temos ninguém para os turnos entre as 11h e as 18h.
 
Até Amanhã
Plataforma 40 dias pela Vida

DIA 18 - 12 de outubro de 2013

Dia 18 de 40

Estiveram 34 pessoas a rezar nos diversos turnos.
 
Durante a tarde estiveram vários casais com os seus filhos ainda bebés.
 
Ao fim do día estiveram duas horas 14 pessoas do Caminho Neocatecumenal de Oeiras.
 
Aqui vai a história bonita de ontem:
 
Passou um sem abrigo que ia até as instalações da Misericordia que há ali perto, e foi convidado por uma voluntária das Mãos Erguidas a entrar para rezar uma Avé Maria.
 
O senhor, que teria uns 50 e poucos anos, disse que era de prática religiosa mas que não tinha muita relação com Nossa Senhora e disse que não queria entrar.
Perante a insistência da voluntária acabou por entrar e à frente da Nossa Senhora rezou uma Avé Maria pausadamente. Quem ali estava disse que " nunca vi ninguem rezar como ele rezou". Depois fez oração espontânea e começou a chorar. Disse que tinha sido convencido a ser Mariano, naquele momento.
 
Depois foi à Misericordia e voltou às Mãos Erguidas todo contente a dizer que Nossa Senhora já lhe tinha feito um milagre, na Misericordia finalmente lhe deram o cheque que esperava e que ia ter comida para o fim de semana e que podia dormir em lençois lavadinhos.
 
Ajoelhou-se perante a cruz a chorar e disse que a partir de agora ia ser voluntário nas Irmãzinhas dos Pobres, a contar histórias aos velhinhos, e que iria sempre voltar às Mãos Erguidas para rezar.
 
Enfim muita coisa se vai passando nestes 40 dias...
 
Até amanhã
Plataforma 40 dias pela Vida

DIA 17 - 11 de outubro de 2013

Dia 17 de 40

Estiveram 17 pessoas a rezar. Pela primeira vez nesta campanha tivemos um turno sem ninguém. Mas isto dá-nos força para tentar que daqui para a frente isto não mais suceda.
 
Para compensar tivemos a graça de ter um Sacerdote a rezar connosco.
 
Também outro voluntário entoou cânticos de Taizé, e  as pessoas que iam e vinham da Clínica pareciam ter vontade de se aproximar.
 
Quem lá esteve disse-nos que a Oração hoje tinha sido especialmente intensa e emotiva durante todo o dia, apesar da afluência de voluntários não ter sido muita.
 
Bastante gente abortou, nomeadamente um casal jovem que tínhamos abordado no início da semana.
 
Amanhã conto uma história bonita que aconteceu hoje com um sem-abrigo na casa das Mãos Erguidas, enquanto se rezava pela Vida.
 
Mas hoje gostaria de partilhar convosco mais um Testemunho dos Jovens Marianos Vicentinos do sobreiro. Não deixem de ler se tiverem um tempinho. tem fotos e tudo!
 
até amanhã
Plataforma 40 dias pela Vida

no mundo: eua  espanha  inglaterra 

Plataforma 40 dias pela Vida Portugal. Joomla 3 Templates